domingo, 3 de maio de 2009

Dez coisas

A prisão branca que é uma sala de espera de médico realmente é coisa de fazer a pessoa mais higiênica roer as unhas de agonia. É uma selva branca, pessoas com olhos baixos, barulho de telefone. E então temos as revistas, e mesmo aquelas que - nunca - willingly compraríamos, é o melhor jeito de não ter uma ataque de ansiedade num ambiente tão podre. Ok, talvez eu só tenha um problema maior com ansiedade, principalmente quando a pílula da felicidade acabou. A primeira coisa notável é ver que todas as revistas falam da Crise, e que, definitivamente, eu não ligo pra isso. Pego uma edição da Revista Época de qualquer forma, do ano passado, e abro nessa página que a Sabrina Sato fala das coisas que todo homem deveria saber. Então pensando com os meus botões, resolvi debatê-las aqui, tentando ser o mais fiel possível ao primeiro pensamento que eu tive lendo pela primeira vez. Here we go.

1 - A primeira coisa pode ser os olhos, mas também olhamos suas partes baixas.

Hehehe amor... Não entrega o ouro!

2 - Adoramos ser a caça, mas vocês já não são os únicos caçadores.

Acho vulgar. Lugar de mulher é no tanque. Viva o machismo.

3 - Pendurar a calcinha no boxe é uma questão de praticidade. Só isso.

Grosseiro. Existe, normalmente, um lugar para se pôr roupa suja. A única função do box é abrir e fechar.

4 - O álcool nos torna ainda mais emotivas, choronas e propensas a… usar o celular.

OMG! Muito verdade.

5 - Malhar o cérebro masculino é tão importante quanto malhar o corpo.

É, mas e daí? Os caras ainda vão achar que ter um braço do tamanho de um tronco de árvore é mais importante. Na verdade, é feio e intimida. Eu já vi caras lindos e burros, digo, descartáveis.

6 - Ficamos ainda melhores com a idade, mais seguras, mais misteriosas.

Não sei, amor, você pretende ficar o resto da vida "disponível"?

7 - Gastamos fortunas no cabeleireiro e passamos horas nos arrumando para vocês notarem.

Na verdade é mais auto-satisfação, mesmo.

8 - Sabemos que sexo e amor podem ser tão diferentes quanto Osama e Obama.

Depende da linha de pensamento. Nem concordo.

9 - A morte do passarinho da vizinha e o final da novela são, sim, bons motivos para chorar.

Mas isso não quer dizer que futebol é uma droga, ou falar também de carro e mulher seja. Aliás, se existe uma coisa que mulher faz é falar de mulher, só que a maioria não admite.

10 - Não adianta ter ciúme das nossas amigas. Elas são cúmplices que ouvem as lamentações sobre vocês.

Tenha segurança o suficiente pra saber que não vai ganhar um par de chifres só porque vai haver uma "girls night out". Insegurança é boring to death.



Mas sério, assistir The Tudors e tentar não querer desistir de carreira, dinheiro e canudo pelo Johnathan Meyers é quase impossível. CUIDADO, material altamente atrativo (radioativo, han, han?).

Preguiça de escrever mais. É Domingo, for crying out loud.

Nenhum comentário: