Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março, 2009

Escutando o tempo...

Hoje eu sentei, posicionei o pulso esquerdo e fiquei assistindo o tempo passar, vendo o ponteiro deslizar e indo "cada vez mais perto, cada vez mais perto". Eu quero a vida que é minha e que reside em Agosto.

Parecido com aquela vez que eu estava em Pompéia, e eles diziam que o mundo ia acabar em Julho, com o World Jump Day porque o impacto ia ser muito grande, e eu estava nesse restaurante, comendo um dos pedaços de pizzas responsáveis pelos dois quilos a mais, e quando eu olhei para o relógio, esperei a terra abrir no meio enquanto eu caía com o meu pedaço de pizza dentro. E eu lembro como a luz italiana entrava no restaurante e como a mesa era redondo e eu me sentava em um canto mais reservado... Nada aconteceu, as previsões não se confirmaram. Mas o episódio me marcou porque teria acontecido em Pompéia, a cidade engolida pelo Vesúvio, e seria uma honra morrer ali.



[Foto: Pompéia]

Depois eu acabei a pizza, continuei a vida com uma sensação de renovação e novos valores, ent…

Paz

Bem, paz não consiste em evitar a vida, achar paz não consiste em evitar vida. Paz é estar em concentração isotônica com a vida. Então que as funerárias levem em conta a proposta e parem de pôr Paz no nome. Eufemismo e trocadilhos são coisas do século passado, esse é o século do Sarcasmo.

Paz não é estática. Uma mesa não é estática, é uma loucura de átomos se reagrupando, etc etc. Não existe sintonia nem em uma mesa, talvez até exista paz no Tibet, mas é mais provável que seja uma ilusão, eles vivem sempre presos a própria mente, é muito fácil. Realmente muito fácil.

E se o amor é só um monte de hormônios, há de se convir que a paz também deve ser. Um hormônio que possivelmente só é ativado nos tibetanos, e foi isolado em um laboratório por monges que clamam, nesse momento, estar meditando. Eles mentem.



E para nós, ocidentais que só comem sushi à noite: paz é uma coisa quase alcançável durante o sono. Mas basta pegar as estatísticas e ver que quase todo mundo tem insônia. Ou simplesment…

Chegou a hora, Joaquim

Então eu me fiz de pé, caminhei até o canto da parede do meu quarto, Gemma Hayes cantava At Constant Speed, eu tinha uma garrafa de água na mão, eu bebia, e caia mais lágrimas, fechei os olhos, descarreguei o peso do meu corpo no canto e depois disso, mais nada.

And it all comes to me right now... Like a starving dog crawling for attention.

E do nada, a Yasmin, que eu não vejo há 8 anos, bate a porta do meu quarto, eu deixo o meu canto e me arrasto até lá, sem dizer uma palavra, ela me abraça e eu penso: obrigada, eu já ia cair no chão se alguém não me segurasse.

- Tu ainda lembra de mim?
- É lógico que eu lembro, Yasmin.
- Que bom, eu tava com saudades.

And the thing about destiny is that it never ever makes mistakes...

E eu continuo, volto pro canto e reinicio o processo.

Obrigada, pai.

Pela parte da minha existência e por todo o vasto resto.

E se eu pareço essa pessoa forte, às vezes eu tenho a certeza que é fortaleza de cal. Outra coisa sobre os arianos é que eles engolem o choro pra quand…

Metódica

Eu ri bastante quando entrei no Stuff White People Like e tinha um post sobre moleskines, que por acaso eu tenho, comprado na Suiça sem motivo algum, acho que porque já tinha ouvido falar sobre o valor histórico que eles tinham e como Modigliani tinha um. É realmente útil e lá eu congelei algumas idéias fixas, desenhei o Big Ben, a Torre Eiffel, tentei descrever coisas indiscritíveis mas de alguma forma, um dia o guardei na minha estante de livros e ele caiu no esquecimento, de forma que eu nunca mais escrevi nele.

Eu tenho esse problema que eu sou metódica, e vou logo antecipando que ser metódica não implica em ser organizada. Ser uma pessoa organizada exige um esforço, mas quando você é uma pessoa metódica não existe esforço, existe apenas o fardo, que é o esforço que se aproxima muito da obrigação, como se não existisse outra escolha. Ser metódico custa muito mais caro que ser organizado. O metódico precisa organizar os pares de meia em degradê, o organizado, precisa simplesmente o…

Girassóis de Cardiff

Abençoei o início do dia com café: não havia rezado antes de dormir, não o fazia há sete anos. Nenhum remorso, nenhuma dívida.

Tomei o primeiro gole e olhei pela janela: o Sol brilhava debaixo dos meus doze girassóis. Arrumei a bolsa e embarquei no portão B para a realidade, enquanto o elevador descia, a realidade ia me fazendo lembretes. Lembrentes de um mundo. Não, eu nunca fui do tipo Bono Vox/Angelina Jolie que ajuda a Africa, muito pelo contrário, aliás, nem sei se a minha opnião dá cadeia. De qualquer forma, o lembrete não era que as pessoas tinham fome, não trabalhavam ou se trabalhavam, era em regime escravo numa fábrica de sapatos nas Filipinas; o lembrete, o que eu queria ver, estava estampado em papel post-it na testa de todos: a auto-convivencia, a hipocrisia, a submissão, a ambição cega por alguma coisa que não se sabe ao certo, que já deveria ter sido alcançada dez mil vezes...

Finalmente ganho a rua.

O mundo ainda parecia estar na sola do meu pé, quanto a isso, ele tentav…

Transbrasiliana

(foto: Mãe e Pai perdidos em algum lugar da Europa)

- Antes de você ir embora, venha passar mais uns dias aqui.

Eu vinha trazendo minha mala e uma mochila e quando meu tio me ajudava a botar as coisas no carro minha vó disse isso. Ir embora é uma palavra que ganhou forma vindo dela e sinceramente, me corroeu o caminho inteiro.

Eu bem sei que muita coisa não vai mudar, quero dizer, eu sempre passo, afinal, um mês na casa dos meus avós todo ano; e eu sei que vou passar férias no Brasil todo ano, mas parece que a idéia sozinha de ir morar na Rússia é que cria essa distância que não deveria existir.

Enquanto eu tava em Pedro Segundo com os meus amigos, na serra, ficava me passando o tempo inteiro conservem-se assim, conservem-se assim pela cabeça. E que droga, parece que só por esses dias os números tomaram forma: não sei se ainda estou na casa dos 170 mas depois vem 160, 150... E aqui vou eu.

Que agora vou ter que ficar cruzando o país o tempo inteiro porque meu pai se mudou pra São Paulo, n…