Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2017

Quem não escreve, respira sem ar.

eu te encontrei
haviam lá mil correntezas que me levavam ao mesmo lugar
eu nao te amei
saibas que sei mentir quando preciso nadar
nos calculei
e perdi a conta de quantas vezes precisei falar
e de uma so vez
redigi palavras cuspidas no ar
evaporei
a pontuação - larguei freios corri a te amar
desmistifiquei
as mil armadilhas que me convenciam a voltar
inaugurei
avenidas com teu nome que sempre me guiavam ao lar
viuvei
enquanto te escutava mas ja nao sabia te amar
 (interpretar)
mal afundei e
desacreditei nossos planos; so quis poetar.
agürei
essas tantas vezes que quisera dissertar.
quiçá quem não o escreve
respira sem ar.